O que é estratégia ?

“Strategia” em grego antigo significa a qualidade e a habilidade do general. Deste conceito tem origem a palavra estratégia que frequentemente está ligada a dois ou mais competidores disputando o mesmo objetivo.

A estratégia empresarial é a determinação das metas e dos objetivos básicos a longo prazo de uma empresa, bem como a adoção de cursos de ação e alocação dos recursos necessários à execução dessas metas (Alfred Chandler Jr).

Para que um negócio tenha vantagem competitiva é necessário que ele alcance um desempenho superior. Para tanto a organização precisa de uma estratégia adequada fundamentada em objetivos coerentes e compreensão do negócio (Administração Estratégica, Serra, Torres, Torres)

Segundo Michael Porter no artigo O que é Estratégia ?  três componentes definem a estratégia :

  • Criação de posição única e valiosa
  • Fazer opções excludentes (trade-offs) para competir
  • Implica em criar sinergia entre atividades da organização.

O planejamento estratégico é a ferramenta que geralmente se aplica quando se desejam estabelecer os objetivos e a estratégia que deve ser seguida pela organização. O planejamento estratégico é estruturado segundo três componentes : a análise estratégica, a formulação da estratégia e a implementação dessa. A formalização escrita do planejamento é o plano estratégico.

A figura abaixo sugere uma metodologia para realização do planejamento estratégico.

Sem título

 Visão é a percepção das necessidades de mercado e os métodos pelos quais uma organização pode satisfaze-las.

Missão é a declaração por escrito das intenções e aspirações da organização. A missão é a razão da existência da organização,

Valores são crenças, costumes e ideias em que a maioria das pessoas da organização acredita.

Toda organização é um sistema aberto e sofre influências externas. Portanto, uma empresa deve assim avaliar permanentemente sua posição competitiva.

A criação de cenários  proporciona meios seguros para reflexões sobre a maior quantidade possíveis de alternativas de evolução do ambiente.

A análise setorial pode ser realizada por meio do modelo de cinco forças da concorrência desenvolvido por Michael Porter. O modelo de 5 forças que revela a estrutura industrial de um setor possibilita realizar uma análise do grau de atratividade do setor. O poder conjunto de tais forças determinará o potencial de lucratividade  do setor. A figura abaixo ilustra o modelo.

Sem título

Fatores críticos de sucesso podem ser definidos como as variáveis ou atividades de uma empresa que são decisivas para o sucesso competitivo em determinado segmento de negócios.

A análise SWOT é um instrumento útil na organização do planejamento estratégico. Por intermédio dele pode-se relacionar as foças, fraquezas, oportunidades e ameaças que rondam a empresa, ajudando a gerencia-las para melhorar o desempenho. A função principal da análise SWOT é possibilitar a escolha de uma estrategia adequada.

Sem título

As estratégias genéricas buscam o posicionamento geral da empresa, considerando a organização como um todo. Segundo Michael Porter há quatro estratégias genéricas :

  • liderança em custo
  • diferenciação
  • foco em baixo custo
  • foco em diferenciação

A vantagem competitiva existe quando as empresas conseguem defender-se contra as foças competitivas, manter seus clientes e crescer. Isto pode ser conseguido oferecendo-se bons produtos e preços baixos ou usando diferenciação e assim oferecer um produto melhor, pelo qual o consumidor estará disposto a pagar um  preço melhor.

Sem título

A Cadeia de Valor criada posteriormente por Michael Porter é o  instrumento para diagnosticar a vantagem competitiva. É uma maneira sistemática de examinar as atividades da empresa e como estas interagem entre si. Visa desagregar as atividades de modo a identificar as fontes existentes e potenciais de diferenciação e compreender o comportamento dos custos. A Cadeia de Valor permite pensar sobre a oportunidade de se desenhar de forma explicita os processos agregadores de valor da organização.

A cadeia de valor é mostrada abaixo. São nove atividades das quais cinco são primárias e quatro são de apoio. A estrutura industrial modela a cadeia e valor de uma empresa, sendo um reflexo das cadeias de valores coletivas dos concorrentes.

Sem título

O processo de implementação da estratégia é orientado para a ação. para alcançar os objetivos da estatégia – sejam financeiros ou não financeiros, medir o desepenho, avaliar resultados e aprender é preciso garantir a implementação.

O balanced scorecard (BSC) é um sistema de gestão estratégica que utiliza indicadores de desempenho organizados em torno de quatro perspectivas. O BSC é a medição de resultados e a utilização de direcionadores que levam a organização a atuar de acordo com suas estratégias.

O BSC enfatiza a existência de relações de causa e efeito nas medições o que possibilita que a organização compreenda como os indicadores não financeiros como a qualidade do produto direcionam os indicadores financeiros como a rentabilidade.

Sem título

O roteiro abaixo relaciona todos os aspectos a considerar na elaboração, na implementação e no controle do planejamento estratégico. Este check-list é o ponto de partida para a formulação do plano estratégico , documento que formaliza o planejamento estratégico da organização.

Etapas :

  1. formulação da equipe e envolvimento da alta administração
  2. preparação do trabalho
  3. análise do ambiente externo e elaboração de cenários.
  4. análise setorial e fatores de sucesso
  5. elaboração ou reavaliação da visão, da missão e dos valores.
  6. análise SWOT aplicado à avaliação do ambiente interno.
  7. determinação de objetivos e metas estratégicas
  8. escolha e elaboração de indicadores
  9. elaboração de um plano de implementação

O processo completo é ilustrado abaixo.

Sem título

Referência :

Fernando Serra, Maria Candida Torres, Alexandre Torres. Administração Estratégica, 2004.

Matriz de intensidade de informação

por manoel veras

Michael Porter e Victor Millar discutiram o papel da TI na organização destacando o quanto de informação estava contido no processo e no produto, usando a matriz de intensidade de informação.

A ideia dos autores foi a de verificar o quanto a informação proporcionava uma vantagem competitiva para certos tipos de organização. Eles utilizaram a cadeia de valor para verificar a intensidade da informação em alguns setores.

A lógica do estudo é o seguinte : em empresas cujos produtos e processos contém muita informação, os sistemas de informação vão ter grande importância. Já em outras não tão dependentes da informação é natural que sistemas de informação não sejam tão prioritários. Uma boa discussão é  como estariam classificadas estas mesmas indústrias considerando a evolução do uso da TI.

Sem título2

Referência :

Porter, Michael; Millar, Victor. Como a informação lhe proporciona vantagem competitiva em Revolução em Tempo Real: Gerenciando a TI. Tradução. HBR: 1997.