Gestão da Tecnologia da Informação

O conceito de tecnologia da informação (TI) [1] que utilizo é mais abrangente do que o de sistemas de informação.

A TI pode ser vista como o conjunto de sistemas de informação de uma organização, a infraestrutura, a arquitetura e a gestão que os supervisiona. O papel fundamental da TI é apoiar o negócio na busca de seus objetivos. Ao mesmo tempo a TI alterou radicalmente a organização viabilizando a gestão baseada em processos e o foco no melhor atendimento do cliente. As funções organizacionais continuam a existir, mas a TI deu vida aos processos organizacionais.

Por sua vez o sistema de informação é um conjunto de componentes inter-relacionados que coleta, processa, armazena, analisa e distribui informações para fins ou objetivos específicos. Desta forma considera-se que os sistemas de informação são parte da TI conforme ilustra a figura.

Sem título

A TI também pode ser definida como o conjunto de todas as soluções providas por recursos de computação que visam permitir a produção, armazenamento, transmissão, e o uso da informação

O aspecto essencial aqui é a tratar a gestão da TI e não especificamente os sistemas de informação ou mesmo a tecnologia da informação. A grande questão da gestão da TI é faze-la contribuir com o desempenho da organização. Esta não é uma tarefa simples considerando as características da TI.

O paradoxo da produtividade, uma expressão cunhada na década de 80 já sinalizava para a dificuldade em associar investimentos em TI e produtividade. Ele retratava a discrepância entre medidas de investimento em TI e medidas de produção a nível nacional. Na década de 90, outros autores incluindo Erik Brynjolfson, reforçaram as dificuldades em evidenciar o impacto da TI em uma lucratividade acima do normal nas organizações. A figura abaixo ilustra a relação necessária entre TI e desempenho.

Sem título

[1] Considere Tecnologia da Informação (TI) e Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) como sinônimos.

Tendências para a TI

Tendências para a TI podem ser sintetizadas observando os modelos propostos pelo GARTNER , o NEXUS DAS FORÇAS e pelo International Data Corporation – IDC,  TERCEIRA PLATAFORMA. Estes modelos convergem e sinalizam as principais tendências para a TI.

Os artigos jornalísticos Três considerações sobre a terceira plataforma da IDC e Já ouviu fala da prática Nexus do Gartner? publicados no site CIO.com resumem o que IDC e o GARTNER pensam sobre o futuro da TI. As tendências podem ser resumidas em quatro grandes vertentes: computação em nuvem, big data, mobilidade e redes sociais.

A FIGURA   ilustra as tendências mencionadas e sinaliza o impacto na TI destas forças.

Sem título