Conceito de Computação em Nuvem

Quem primeiro se referiu a um modelo baseado em utility como o avanço natural do modelo time-sharing para a TI foi John McCarthy em evento sobre o MIT em 1961. McCarthy antecipou o conceito de nuvem quando salientou que a tecnologia da informação poderia ser adquirida no futuro como água e energia.

Nicholas Carr sugeriu em 2006 que finalmente o modelo de computação pública já era uma realidade. Mesmo sem utilizar o termo computação em nuvem, Carr explicou as grandes mudanças que estavam acontecendo com a TI.

A expressão “computação em nuvem” parece que foi empregada pela primeira vez em 2006 por Eric Schmidit , CEO do Google. Também em 2006 a Amazon lançou o serviço de armazenamento S3 seu primeiro serviço de nuvem. De lá para cá muita coisa aconteceu.

Mesmo depois de oito anos do seu surgimento, conceituar computação em nuvem ainda é uma tarefa árdua. São muitas definições e termos técnicos associados. Procuramos aqui trazer as definições mais aceitas:

  • Gartner Group: computação em nuvem é um estilo de computação no qual recursos de TI, massivamente escaláveis são disponibilizados sob a forma de serviços, por meio da Internet, para múltiplos consumidores externos.
  • IBM (International Business Machine) : computação em nuvem é uma plataforma que dinamicamente provê, configura, re-configura e libera servidores de acordo com as necessidades e que emprega grandes Datacenters  e potentes servidores, nos quais hospeda aplicações e serviços para serem utilizados via Internet.
  • NIST (National Institute of Standards and Technology) : computação em nuvem é um modelo que permite acesso à rede de forma onipresente, conveniente e sob demanda a um conjunto compartilhado de recursos de computação configuráveis que podem ser rapidamente alocados e liberados com o mínimo esforço de gerenciamento ou interação com o prestador de serviço.

A figura abaixo  ilustra a mudança sugerida pela computação em nuvem. Na nova situação os recursos de TI são acessados via Internet.

Sem título

Os recursos de TI ilustrados podem ser físicos ou virtuais baseado em software como um servidor virtual ou baseado em hardware como um servidor físico.

Um conceito decorrente da computação em nuvem é o conceito de serviços de nuvem (cloud services) que trata de qualquer recurso de TI acessado remotamente via nuvem. Um serviço de nuvem pode ser um software baseado na web como uma interface invocada via protocolo de mensagem ou um ponto de acesso remoto para ferramentas de gerenciamento.

Das definições sugeridas, a definição do NIST para computação em nuvem é a mais aceita na atualidade. Ela também trata das características essenciais da nuvem descritas a seguir:

  • Autosserviço sob demanda : capacidade de prover funcionalidades computacionais de maneira automática, sem que haja a necessidade do usuário interagir com o provedor de serviço;
  • Amplo acesso à rede : os recursos computacionais devem estar disponíveis para serem acessados via Internet e de uma forma padronizada, garantindo assim a possibilidade de uso através dos mais diversos tipos de dispositivos (smartphones, tablets, computadores, etc.);
  • Pool de recursos : múltiplos usuários podem fazer uso, concomitantemente, dos recursos computacionais (físicos ou virtuais) oferecidos pelo provedor. Esses recursos devem ser alocados e realocados de forma dinâmica e de acordo com a necessidade de cada usuário;
  • Rápida elasticidade : as funcionalidades computacionais devem ser fornecidas de maneira rápida e elástica, ou seja, podem crescer ou diminuir rapidamente. O usuário precisa ter a percepção da existência ilimitada de recursos e que eles podem ser adquiridos no momento que ele quiser e na quantidade desejada.
  • Serviços mensuráveis: controle e monitoramento automático dos recursos utilizados por cada serviço oferecido. Esse monitoramento deve acontecer de forma transparente, tanto para o provedor quanto para o usuário do serviço.

A figura abaixo ilustra as características da computação em nuvem segundo o NIST.

Sem título2

Referências :

The Big Switch de Nicholas Carr , 2006.

The NIST Definition of Cloud Computing, 2011.

Diógenes, Yuri & Veras, Manoel . Cloud Essentials : Guia preparatório para o EXAME CLO-001, Nova Terra, 2014.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>