Gestão Ágil de Projetos com Life Cycle Canvas (LCC)

 por Manoel Veras.

Os métodos ágeis são recomendados para cenários complexos onde existem incertezas diversas relacionadas aos projetos. Eles reforçam que a utilização de ciclos adaptativos que permitem mudanças no plano de gerenciamento (linha de base) combinado com entregas iterativas e incrementais ajudam a reduzir os riscos envolvidos em certos tipos de projetos. A ideia de utilizar o ciclo de vida iterativo e incremental já foi mencionada na última versão do guia PMBOK e é contemplada pelo Life Cycle Canvas (LCC).

A gestão ágil é baseada no manifesto ágil lançado no início da década passada. O manifesto ágil prega os quatro valores relacionados abaixo:

  • Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas;
  • Software em funcionamento mais que documentação abrangente;
  • Colaboração com o cliente mais que negociação de contratos;
  • Responder a mudanças mais que seguir um plano.

O LCC é uma ferramenta para gestão de projetos baseada no canvas e no ciclo de vida do projeto. O LCC é um canvas dinâmico que essencialmente acompanha o projeto em cada uma das suas fases, desde a iniciação até o encerramento. Ele cria um padrão de gerenciamento que possibilita gerenciar todas as fases, processos e áreas de conhecimento sugeridas pelo guia PMBOK de forma simples.

O LCC é aderente ao manifesto ágil pois essencialmente privilegia a interação entre indivíduos, permite focar na essência do projeto, colaborar com o cliente e responde a mudanças de forma fácil. Aspectos de comunicação, integração e gestão da mudança, essenciais aos projetos ágeis, são características essências da ferramenta. Quase que naturalmente o LCC permite a gestão ágil de forma simples, além de permitir, com a documentação gerada, contar toda a história do projeto.

Para explicar como o LCC é aderente a gestão ágil de projetos imaginemos o projeto de um produto que é gerenciado utilizando o método ágil. O seu gerenciamento, mesmo que ágil, deve ser  feito em cinco fases do ciclo de vida ( iniciação (IN), planejamento (PL), execução (EX) e monitoramento e controle (M&C), encerramento (EN)) conforme sugere o LCC.

 O roadmap do produto, uma espécie de panorama visual dos lançamentos (releases) do produto e suas funcionalidades ao longo do tempo. Ele define o backlog do produto que por sua vez é composto pelos requisitos. No LCC o backlog do produto pode ser representado no campo requisitos.

Os requisitos previstos no  backlog podem ser escritos em post-its na forma de user stories (textos simples que descrevem uma funcionalidade). Os requisitos devem orientar as releases (lançamentos ou entregas) do produto.

É necessário então pensar como os requisitos do produto serão atendidos por cada uma das releases. Por sua vez as releases devem ser construídas baseadas em iterações. As iterações são os incrementos do produto em cada uma das releases. Uma iteração envolve as atividades de desenvolvimento que levam ao release de um produto. No LCC as iterações podem ser representadas por versões com ciclos de planejamento e execução específicos. Cada iteração deve atender determinadas funcionalidades e é composta por tarefas. O produto final será formado pelas releases (entregas) baseadas em iterações que por sua vez são baseadas em tarefas. Retrospectivas são registradas como Lições Aprendidas no LCC.

A figura a seguir mostra a release 1 (iteração 1 + iteração 2 + iteração 3) do produto baseada em três iterações. Cada iteração dá origem a uma versão do LCC.

 A figura a seguir mostra a release 2 (iteração 1 + iteração 2) do produto baseada em duas iterações.

O produto, neste caso, é formado pelos duas releases cada uma com seu respectivo LCC aderentes ao LCC do produto. O produto final é  baseado em duas releases cada uma delas baseadas em iterações e documentadas no formato canvas do LCC.

O LCC para o exemplo citado seria utilizado nos três casos (produto – release 1 – release 2). Ele facilita o gerenciamento do projeto agregando o gerenciamento de outras áreas de conhecimento também necessárias nos projetos ágeis para o projeto do produto e de cada uma das releases e traz a interface gráfica para o centro do gerenciamento o que facilita a integração e a comunicação do projeto.

Referência.

Gerenciamento Ágil de Projetos, Vitor L. Massari, Brasport, 2014.

cropped-lifecyclecanvas.jpg

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>