Sistemas Legados

Sistemas legados são sistemas antigos que ainda fornecem serviços de negócio essenciais. Eles incluem processos de negócio, software de aplicação, software de apoio e hardware de sistema. Normalmente os sistemas legados são encontrados em grandes empresas que utilizam a TI desde a era mainframe.

As partes de um sistema legado são :

  • Hardware de sistema pode ser um limitante com manutenção dispendiosa e não estando compatível com políticas de compras para a TI.
  • Software de apoio – sistemas legados podem depender de softwares fornecidos por terceiros que podem estar obsoletos e não ter assistência técnica.
  • Software de aplicação – podem ser vários programas separados desenvolvidos em épocas diferentes.
  • Dados de aplicação – podem ser volumosos e inconsistentes  e podem estar duplicados em diferentes arquivos.
  • Processo de negócio – são processos utilizados a fim de atingir objetivos específicos.
  • Políticas e regras de negócios – são definições de como a empresa deve ser conduzida e as restrições as quais ela deve se submeter.

As relações entre as partes é mostrada na figura abaixo.

Sem título

Um aspecto importante é avaliar o que fazer com os sistemas legados. As opções são as seguintes :

  • Descartar completamente o sistema. Sistema já não contribui efetivamente aos processos de negócio. Processos já não dependem dos sistemas legados.
  • Continuar a manter o sistema. Sistema ainda é necessário.
  • Transformar o sistema para facilitar a manutenção. Qualidade do sistema foi degradada por modificações regulares.
  • Substituir o sistema por um novo. Fatores como o hardware não permitem que o sistema continue em operação.

Referência:

Sommervile, Ian. Engenharia de Software, sexta edição, Tradução, Perason, 2003.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>